Investimentos das empresas em capacitação profissional faz plataformas requintadas de ensino a distância crescerem na pandemia

Mudança na dinâmica do trabalho e aprendizado propicia aproveitamento de maior tempo livre para aperfeiçoamento; Scaffold Education acreditou no nicho e colhe frutos

Levantamento do Google mostra que a procura por especializações à distância teve um salto de 130% nas buscas no período da quarentena (de março até maio de 2020). Empresas têm incentivado essa busca por conhecimento na quarentena e se disponibilizado a pagar por ele, uma vez que o funcionário tem mais tempo livre e não precisa se locomover até o local das aulas.

Estudo elaborado pela Cortex, empresa de inteligência de dados, reforça esse movimento. Ele mostra que os rastros digitais dos consumidores indicam que a pandemia da Covid-19 provocou uma mudança no interesse por ensinos a distância. Mesmo após o crescimento visto nos primeiros meses de isolamento social (período em que, geralmente as matrículas foram feitas), as buscas por cursos online mantiveram-se em patamar elevado, ficando 12% acima da média do início da quarentena.

A Scaffold Education – plataforma de aprendizagem online que hoje já é acessada em mais de 52 países – é um exemplo de aposta certa de mercado e crescimento de interesse na pandemia. Seu grande diferencial é a tecnologia de ponta de interação educacional. São mais de 22 milhões de conteúdos visualizados na plataforma em 5 idiomas. Junho representou o pico de número de usuários em busca de treinamentos corporativos, fechando em 23.213.

“Desde o início das nossas atividades estamos crescendo com muita consistência, tanto no mercado de educação propriamente dito, acadêmico, voltado para escolas e instituições de ensino superior, quanto no corporativo, focado em treinamento dos colaboradores das empresas. E agora percebemos um aumento na demanda pelos nossos serviços, o que pode ser atestado pelo maior número de pedidos de orçamento e acessos ao nosso site”, explica Vanessa Retek, Diretora Comercial, de Marketing Digital e Inteligência de Mercado.

Esse crescimento é traduzido nos números da Scaffold Education. Em comparação ao período de janeiro a julho de 2019, o faturamento cresceu 111,3 % no mesmo período em 2020. Os números de usuários da plataforma também alavancaram esse ano. No comparativo entre junho do ano passado e junho de 2020, houve um aumento significativo de 133,7%.

A Scaffold nasceu a partir de uma ideia de educação diferenciada projetada por sua fundadora e CEO, a norte-americana Sara Hughes, que constatou uma necessidade de aprendizagem de base desde que se mudou para o Brasil, em 1996. Para entender a veia empreendedora da CEO, é interessante conhecer sua história. Sara cresceu no Vale do Silício com grande influência por parte de seus pais nas áreas de educação e tecnologia. Sua mãe era professora, e seu pai, engenheiro de satélites. Logo, essa foi sua base para elaborar um projeto inovador na área de aprendizagem à distância.

“Claramente havia uma oportunidade para implantarmos um projeto diferente de EAD, focado não apenas na área acadêmica, mas também em treinamentos corporativos, isto é, em cursos de diversos tipos, como educação financeira. Somos diferentes da maioria dos nossos concorrentes e nossa plataforma é o principal diferencial”, explica a fundadora da Scaffold.

Sara é economista e pedagoga, presidente do Family Business Network (FBN) e fundadora e diretora da FourC Bilingual Academy, escola bilíngue referência no interior de São Paulo. Também é idealizadora do Instituto LideraJovem (Projeto Formação de Líderes em Lençóis Paulista), Membro do Conselho de Administração do Grupo Lwart, e participa de trabalhos sobre Governança em comitês como IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa). Trabalhou na Apple, HP e Banco da Colômbia. No Brasil, participou diretamente do Planejamento Estratégico do Grupo Lwart para o século XXI, assim como a sua Implementação. A Lwart Lubrificantes é líder no refino de óleo da América Latina.

Rafael Sanchez, engenheiro elétrico e co-fundador da Scaffold, se uniu a Sara neste projeto e trouxe toda sua experiência como professor e especialista em tecnologia para criar uma plataforma de aprendizagem diferenciada.

“Nossa aposta continua sendo em oferecer para o mercado ferramentas e conteúdo de excelência. É assim que entendemos nosso trabalho e é desta maneira que gostaríamos de fazer a diferença e crescer, inclusive fora do Brasil”, explica Sanchez.

A Scaffold nasceu dessas experiências. Hoje a empresa tem 56 funcionários e sua sede é em Bauru, no interior de São Paulo. É residente no InovaBra e sua plataforma atende mais de 60 grupos empresariais como Natura, Algar Telecom, Lwart, Zilor , FK Partners, Peróxidos Brasil, Forno de Minas, Four C e ACF – Consa. O grande diferencial da plataforma é conseguir individualizar a aprendizagem usando a tecnologia como aliada e construir conteúdo a partir da forma que o cliente trabalha. A empresa já tem reconhecimento do mercado e ganhou vários prêmios como Top 10 empresas do Brasil do renomado evento Slush 2017, Startup selecionada para integrar o espaço de co-inovação inovabra habitat do Bradesco, em 2018 participou do modelo estruturado de mentoria com um dos principais executivos da Cielo, foi escolhida pelo programa de aceleração do Ministério da Economia e do Sebrae, o InovAtiva Brasil. Em 2019 foi vencedora do desafio Educação Corporativa e Compartilhamento de Conteúdos do InnovatiOn Unimed VTRP, ainda em 2019 foi escolhida para ser a plataforma oficial da ABRH e do CONARH, Certificada pelo Programa Great Place to Work, finalista no desafio do Sebrae Like a Boss e foi a plataforma oficial de vídeos do CBTD 2019.

A Scaffold Education pode se adequar à rotina do funcionário, permitindo acesso por smartphone e horários flexíveis as agendas. Outro diferencial é ajudar o cliente a elaborar um conteúdos dinâmicos e de qualidade, desenvolvidos com metodologias que ajudam os alunos a adquirirem novas habilidades de acordo com fases (níveis) de aprendizagens e suas complexidades. E ainda usar todas ferramentas tecnológicas disponíveis para melhorar a experiência do usuário, analisado individualmente. Daí, esse usuário recebe um encaminhamento formatado apenas para ele, que acompanha sua evolução e dificuldades. São usados vários tipos de metodologia, que representam a consistência do aprendizado. E os formatos geram engajamentos pelo dinamismo.

Segundo censo realizado pela Abed (Associação Brasileira de Educação a Distância), as projeções apontam que em 2023, mais alunos estarão matriculados em cursos EAD do que em cursos presenciais.

Para Vanessa Retek, o ensino híbrido, também chamado de blended learning, que oferece a mistura de atividades presenciais com atividades a distância entre os alunos, pode ser uma solução interessante:

“Uma vez que presencial e digital são complementares, e não excludentes. Cada um tem seus benefícios e vantagens”.

Para a Scaffold, o cenário é promissor. O próximo passo é internacionalizar a empresa.

Fonte: https://www.segs.com.br/educacao/251443-investimentos-das-empresas-em-capacitacao-profissional-faz-plataformas-requintadas-de-ensino-a-distancia-crescerem-na-pandemia

Veja também

5 maneiras de amenizar o Turnover dentro da sua empresa

Uma alta taxa de Turnover, ou rotatividade de pessoal, pode afetar a lucratividade, produção e o ambiente organizacional dentro de uma empresa.

5 mitos ou verdades sobre a educação a distância

No dia Nacional da Educação a Distância, separamos alguns mitos e verdades sobre o tema.